Skip to main content
Testes Automatizados de Software

Por que os testes automatizados são importantes para as aplicações?

Desenvolver softwares de qualidade exige muita dedicação por parte da empresa e do desenvolvimento. Mas o que realmente define o sucesso ou fracasso da mesma é controlar a qualidade desses sistemas. Como se trata de produtos complexos e com diversos fatores que afetam o processo de desenvolvimento, envolvendo ainda a questão humana, por exemplo, há um desafio constante presente nesse ponto.

Essa qualidade só compreendida a partir de testes manuais no sistema, mas o que chama a atenção é que testes automatizados estão ganhando espaço. Afinal de contas, diversos métodos ágeis recomendam que todas as pessoas envolvidas em um projeto trabalhem constantemente se certificando da qualidade do produto todos os dias e em qualquer momento. Nisso, os testes automatizados se destacam por sua praticidade e eficiência.

Testes Automatizados de Software

O que são testes automatizados?

Testes automatizados são programas ou scripts simples que possuem diversas funcionalidades, podendo ser testado e ainda verifica automaticamente os efeitos colaterais obtidos. Existem diferentes tipos de testes automatizados: testes unitários, de integração e de aceitação.

Os testes unitários fazem testes na unidade, permitindo compreender melhor uma visão de cada parte do software. Geralmente simula as prováveis dependências que aquela determinada unidade tem. Há também o teste de integração, no qual é possível analisar a integração entre duas partes do sistema. Não podemos nos esquecer do teste de aceitação, que analisa as funcionalidades. Conhecido também como teste de caixa preta, esse nível de teste compreende como o sistema funciona como um todo.

Há vantagens e desvantagens presentes nesses diversos tipos de testes. A definição de qual método você vai utilizar depende muito do propósito da sua análise. O nível de teste deve apresentar informações ricas que agreguem valor ao seu projeto. E a escolha do método errado pode prejudicar o andamento do desenvolvimento do seu software.

Como realizar os testes automatizados?

Colocar os testes automatizados não é complicado, mas exige atenção. Por exemplo, os casos para verificação são descritos a partir de um código compreendido pelo computador. Através disso, é possível criar situações de testes mais complexas e elaboradas do que se fossem realizadas manualmente. Lembrando que essa automação também permite qualquer combinação de comandos e operações, possibilitando mais informações sobre a performance do software.

Tudo isso ajuda a minimizar os problemas que podem ser encontrados em testes manuais. Na maioria das vezes os testes são escritos programaticamente, sendo necessário o conhecimento de programação. O que torna os testes automatizados tão importantes?

A importância dos testes automatizados

Para começar, os testes automatizados podem ser realizados com facilidade e rapidamente, podendo inclusive ser repetidos e com pouco esforço. Outra vantagem é analisar de forma confiável a performance do software em diversas ocasiões. Podemos observar também uma diminuição dos erros humanos, uma vez que a análise é feita de forma objetiva e imparcial.

Tudo isso torna os testes automatizados a melhor opção para analisar a qualidade do seu software. E realizados de forma correta, podem agregar valor ao produto e assim ganhar mais destaque no mercado e entre os seus clientes. Existem diversos meios que permitem testar os projetos, incluindo empresas especializadas em realizar essa tarefa. E se você quer saber mais sobre isso, acompanhe o blog para mais conteúdos como esse.


Compartilhar Com
Conteúdos que você pode se interessar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *